Ex-aluno do curso Técnico em Informática da Etec desenvolve aplicativo para combater a crise

O programador Felipe Miquilini, 22, ex-aluno do curso Técnico em Informática da Etec, acaba de lançar um projeto que está sendo desenvolvido desde 2015. O Dinhonesto – como foi intitulado – é uma solução que aproxima os prestadores de serviços de todos os ramos das oportunidades mais imediatas de trabalho e, ao mesmo tempo, facilita para o consumidor final a divulgação das suas necessidades como: assistências técnicas ou serviços em seus equipamentos ou em sua residência. O aplicativo é totalmente gratuito e está disponível para dispositivos com Android.

O Dinhonesto foi criado para ser um aplicativo fácil e seguro.  O aplicativo não revela endereços e contatos das pessoas físicas que oferecem as oportunidades, com o objetivo de se tornar um intermediário nas negociações entre contratado e contratante. Por exemplo, se João precisa de um técnico para atendê-lo rapidamente e Maria precisa de um bolo diferenciado para uma festa, eles poderão anunciar gratuitamente suas necessidades no aplicativo para que os profissionais façam suas propostas.  A partir daí os próprios contratantes podem entrar em contato com os profissionais que se apresentaram melhor, seja pelo chat do aplicativo, seja por um telefone fornecido pelo técnico.

Os profissionais que se candidatarem às oportunidades poderão colocar na oferta da vaga, um pequeno resumo das suas experiências e qualificações relativas ao trabalho que pretendem realizar. A tendência é que quanto mais detalhadas as informações forem, maior será o seu destaque em comparação aos demais, o que facilitará a decisão do contratante. Além disso, o aplicativo permite que o contratante deixe uma referência positiva para o prestador de serviços e vice-versa, incentivando assim um ambiente favorável e construtivo que incentiva a boa interação entre as partes.

“Dinhonesto foi criado também com o intuito de auxiliar os profissionais desempregados. Por exemplo, pais de família que costumavam ter um emprego assalariado, podem se beneficiar com o aplicativo, pois enquanto procuram um emprego fixo, têm a oportunidade de se ocupar com uma atividade temporária remunerada”, disse o idealizador do Dinhonesto, Felipe Miquinili. O aplicativo está concorrendo ao Prêmio Inova Paula Souza por ser empreendedor e inovador. Para conhecer melhor o aplicativo os usuários poderão acessar o site www.dinhonesto.com.br. Para baixar o aplicativo basta digitar a palavra-chave “dinhonesto” e fazer a instalação gratuita na loja virtual.

A direção, coordenação e corpo de docente da Etec João Maria Stevanatto parabenizam o ex-aluno e empreendedor Felipe Miquilini pela iniciativa e protagonismo juvenil. A instituição apoia todos os projetos inovadores e startups que podem virar um negócio.